23 de mar de 2009

Para a Formatura de uma Ovelha


Deus e a Contabilidade
Há algumas contas que precisam ser feitas para poder compreender o mistério de Deus revelado na Bíblia.
Deus é Fiel e ele não pode negar-se a si mesmo. Há na Palavra a verdade de que a alma que pecar, essa morrerá porque o salário do pecado é a morte. Como pode Deus cumprir essa promessa e não se contradizer, se ele também prometeu salvação a pessoas pecadoras como nós?
Se ele nos salvar, não quebrará sua afirmação de que todos os pecados seriam punidos, e, portanto, não negaria ele a si mesmo? Estamos, então, diante de um problema indissolúvel, e nem o mais expert contabilista humano pode resolver essa conta e reverter o prejuízo.
A Bíblia mostra Deus como sendo o protótipo para várias profissões: Ele é o arquiteto da Criação e também de uma cidade que prepara para o seu povo (a cidade que tem fundamentos, da qual Deus é o arquiteto e edificador. Hebreus 11.10); ele é também o médico excelente (Tendo Jesus ouvido isto, respondeu-lhes: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes; não vim chamar justos, e sim pecadores. Marcos 2.17); Cristo é apresentado como pastor (Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas. João 10.11), advogado (Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo; I João 2.1); juiz (Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda.II Timóteo 4.8), entre outras. Mas para resolver essa matéria em questão, e nos tirar do saldo devedor, ele precisa ser também um exímio contador.
Mais que isso. Ele não negocia princípios e palavras, por isso o problema é ainda maior. Pelo seu poder e glória e pela sua soberania aliada ao amor, graça e misericórdia, Deus poderia simplesmente nos declarar justos e estaríamos justificados. Não há dúvidas que ele teria poder para isso! O problema, entretanto, é que se o fizesse quebraria sua Palavra, o que não pode acontecer.
Como então, pode o seu pecado ser punido e mesmo assim você não morrer eternamente? Só haveria uma solução. Alguém impecável pagar o preço por pecados que não cometeu. Literalmente alguém servir de bode expiatório e sofrer as dores do inferno e do abandono de Deus em nosso favor.
Ora, o problema continua, pois qual o homem capaz de morrer por outro? Cada homem apenas poderia morrer por si mesmo, pois todos pecaram. Nosso contador resolveu essa matéria esvaziando-se de sua glória (Filipenses 2:7) e abrindo mão da alegria que tinha (Hebreus 12.2) para ser esse substituto, pagando o preço do nosso resgate.
Temos agora um patrimônio incalculável, a SALVAÇÃO, que nos permite ter o próprio Cristo como fiador (por isso mesmo, Jesus se tem tornado fiador de superior aliança. Hebreus 7.22).
Nesse breve artigo, vemos como uma conta indissolúvel pode ser resolvida com o amor de Jesus. Que ele fale ao seu coração nesse momento tão importante de sua vida! Se você compreender essa mensagem, conhecerá a verdade libertadora do Evangelho. Nossa Igreja está de braços abertos para recebê-los em nome de Jesus: o Contador por excelência.
Pelo Reino e orando por vocês,
Pr. Samuel Vitalino
Igreja Presbiteriana de Teresina

Nenhum comentário: