16 de set de 2009

Uma Nova Ditadura no Brasil


Parece que estão querendo institucionalizar a famigerada censura novamente no Brasil. Não quero assustar o leitor, mas creio que o PL 122 (Lei da Homofobia) trará grandes perigos de uma nova ditadura em nosso país.


A Lei que estão tentando aprovar proíbe qualquer manifestação contrária ao homossexualismo – sob qualquer hipótese. Não se poderá mais discutir o assunto, falar sobre o assunto se não for de forma elogiosa e nem tampouco afirmar a crença de que o homossexualismo é pecado.

Ora, se esta Lei entrar em vigor, cai a Constituição. Cai o querido Artigo 5º que reza nossa liberdade de expressão, de religião, inclusive, sem distinção de sexo.

O princípio dessa lei é ilógico. Pedem liberdade de expressão (o que já têm por garantia Constitucional e pela prova das ruas nas marchas que realizam), mas querem tolher qualquer possibilidade de manifestação contrária. O mais curioso é que quem é chamado de radical nessa história toda é quem apenas quer continuar tendo o direito de se expressar!

Podemos nos expressar contra o governo, contra o Sport Clube do Recife, contra a religião, contra o que quisermos falar, mas, ninguém ouse – caso seja aprovada essa Lei – abrir a boca para dizer: homossexualismo é pecado! Ou é escolha... Aliás, os conceitos mudam tanto que hoje nem sabemos mais o que eles dizem ser, muito menos como gostam de ser chamados: se gay, homossexual, pois dependendo de quem chama já se pode causar processo, ódio ou rancor.

Creio que a diversidade defendida não é diversidade, pois se fosse, não tentariam colocar uma mordaça na boca de quem pensa contrário.

Veja as grandes contradições:

Somos acusados de radicalismo; mas são eles que não nos querem permitir falar.

Também nos chamam de intolerantes; mas na verdade toleramos muito em nome da defesa dos direitos e liberdades garantidos; mas somos intoleráveis quando manifestamos nossa opinião.

Somos chamados de maioria, quando, na verdade, o pensamento que ora expresso é cada vez mais digno de quem merece alguns privilégios dignos de minoria – guarde esse artigo por cinco anos e você, leitor, entenderá o que estou dizendo.

A época da amarga ditadura já passou, mas agora que ganhamos a liberdade de escolher, de ser, de agir, de pensar, de falar e de crer, estamos lutando para que não se estabeleça um novo golpe no Brasil. Não militar, mas homossexual.

Enquanto ainda posso fazê-lo livremente – depois terei que fazer correndo os riscos da espúria lei – prego aos homossexuais, com todo amor, que eles escolheram um caminho que desagrada a Deus (Rm. 1:18-32); que eles podem sair desse caminho caso se rendam a Cristo (I Cor. 6:9-12) e que a Igreja Cristã abre as suas portas para tratar aqueles que - enganados pelo Maligno, pelo curso dos nossos dias ou pela vontade do próprio coração - estão entrando nessa ditadura, declarando: E Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará.

14 de set de 2009

Competição Desleal



Prezados irmãos, eu não acompanhei a novela Caminhos das Índias que terminou esse fim de semana, mas ao assistir apenas meio capítulo (quinta à noite), percebi que se o povo de minha Igreja acompanha essa novela, fatalmente, eu tenho pregado em vão.

A Escritura tem desafiado a Igreja a viver em santidade e a buscar um caminho diametralmente oposto à proposição mundana de busca de felicidade; mas sabendo que Bíblia não mente, me deparo com a verdade que onde está o seu tesouro, aí está também o seu coração.

Nesse capítulo da novela, percebi algumas coisas:

Uma das personagens mais festejadas é uma adúltera justificada por ter um marido que não condiz com a sua ‘alegria’, por isso a própria música tema ensina que ele deve ser conformado com aquele fato, então o jargão é conhecido por todos: você não vale nada mas (que importa?) eu gosto de você!
Isso ensina que não são os valores que importam, mas o fato do que diz o seu coração: se é o que você quer e gosta, não importa a razão ou a verdade; o importante é que o marido traído é feliz assim mesmo e todos estão sendo doutrinados nessa maneira permissiva.

Outra ‘grande lição’ aprendida nesse único capítulo é que uma das principais personagens (casada com um e com o filho de outro) deve resolver o problema de intolerância entre diferentes classes sociais em um ato de adultério e mentira do passado.
O ensino redundará no fato de que o engano da moça bonita servirá para dirimir problemas feios de disputas entre diferentes castas – não deu para entender direito, mas isso não é apenas um problema social, mas, também, religioso, ético e moral.
São muitos erros e doutrinações mentirosas que não tem como esse pequeno artigo discorrer sobre todos; mas há, pelo menos, como esse pastor trazer um rogo às suas ovelhas: não busquem outro meio de viver a vida, senão voltando a fazer cultos domésticos e/ou devocionais pessoais mudando o terrível hábito de ver novelas e se alimentar de lixo, para o saudável prazer do justo em meditar na Palavra do Senhor de dia e de noite (Salmo 1).
Talvez você possa pensar que eu esteja sendo chato ou radical, mas são as novelas que tem mais influenciado o estado (inclusive da Igreja) nos nossos dias: Adultério tem sido tolerado e incentivado; homossexualismo tem sido da mesma forma louvado; filhos estão ditando as regras nas casas; a busca pelo prazer suplanta os mínimos conceitos de ética ou moral; (quanta coisa poderia ser acrescentada aqui?)!
Satanás está rindo satisfeito de tudo isso, pois seu plano infernal está arruinando sua casa e sua família e por mais imune que você pense ser, você é apenas mais uma vítima escravizada de um dos mais poderosos pensamentos que ele coloca na sua mente: que você é forte e saberá distinguir muito bem as coisas e não será influenciado pelo que assiste.
Essa arma é tão antiga quanto a sedição de Eva em Gênesis 3. Ela é tão eficaz que foi usada contra nosso Salvador no deserto em Mateus 4 e é tão sorrateira que até hoje é usada e você é uma presa tão fácil: Basta consultar o seu próprio pensamento ao ler esse artigo.
Ele pode ter causado raiva em você e você buscará seus próprios argumentos para justificar tantas horas perdidas nesse lixo absoluto, apesar de estar sem tempo para Deus. Ou você poderá se comprometer em mudar sua forma de viver a vida, vencendo o controle remoto, a globo, Satanás e você mesmo, marcando um encontro diário com Jesus, na hora em que toda sociedade continuará na sua marcha para o inferno. Na hora da novela.
I João 2:14 Filhinhos, eu vos escrevi, porque conheceis o Pai; Pais, eu vos escrevi, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens eu vos escrevi, porque sois fortes, e a Palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o Maligno.
I João 2:15 Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele. 16 porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas do mundo.
E jamais esqueçam, meus irmãos:
I João 2:17 Ora, o mundo passa, bem como as suas concupiscências, aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente.
Com o amor de Cristo e zelo por suas vidas,
Pastor Samuel Vitalino