6 de mar de 2009

O Planeta dos Macacos (ou Seria de Darwin?)


Numa luta constante milhares há que se unem contra Deus, por vezes, sem saber; parece que voltou à tona a negação de um Criador de todas as coisas como relatada nas páginas de Gênesis 1-2. Devo, entretanto, admitir que não seja tão simples crer numa história como a de Adão e Eva.

A Bíblia diz que Deus criou tudo do nada - a partir simplesmente de sua própria Palavra, todas as coisas vieram a existir em seis dias, à exceção do homem – que foi formado do pó da terra já criada; e da mulher, criada a partir da costela do homem. Não! Confesso: não é fácil acreditar nisso.

Confesso mais. Confesso que mesmo não sendo fácil acreditar, eu acredito. Pronto! Talvez uma boa maioria de pessoas nem continuem a ler os argumentos de um fanático que crê na Bíblia; mas, se mesmo assim, quiser ler algumas linhas na minha pressuposição, fique à vontade para criticar depois; afinal de contas apoio o contraditório, luto pela livre-expressão e amo a possibilidade de dizer que creio na Bíblia e ainda assim ouvir quem – a meu ver – desavisada e erradamente, não crê.

Creio, entretanto, que não estão mais querendo sequer a minha tolerância. Ela incomoda. Somos tolerantes por uma razão simples – realmente acreditamos no nosso pensamento e não tememos o debate, pois se eu tive de admitir que não seja fácil crer em Adão e Eva, a fé evolutiva é muito mais desenvolvida, improvável e, mais: improvada.

Renomados cientistas desenvolveram a Teoria do Design Inteligente com base nas próprias leis científicas (e olhe que a maioria nem mesmo crê em Deus); entretanto o medo de descobrir a verdade faz com que os promotores da evolução ataquem o desconhecido, pois nem se dão ao trabalho de se aprofundar nem mesmo na ciência.


Estamos recebendo ataques de várias fontes. Querem nos embrutecer dizendo ser ciência absoluta uma teoria que até agora, há 150 anos, não conseguiu ganhar o status de ciência por ser tão falha em seus argumentos mais elementares.

Entendo o medo deles. Quando não se prova, o melhor argumento é o grito, o escárnio, a zombaria. E isso é o que recebemos agora; mas minha crença, entretanto, é que Deus zomba deles, e na sua ira, a seu tempo, lhes há de falar e no seu furor os confundirá. Se você venceu a primeira etapa e leu esse artigo até aqui, estou citando o salmo 2 (de Davi) que termina dizendo: sejam prudentes e se deixem advertir.

Somos todos crentes! Essa é a verdade. Uns crêem que alguém que sabe e pode, disse e fez alguma coisa porque sabia e podia; outros crêem em zilhões de eventos desordenados construindo tudo em perfeita ordem. Vamos ao laboratório ver o que é mais provável?

Samuel Vitalino
*Pastor Presbiteriano e Advogado
samuelvitalino@hotmail.com

4 comentários:

Ronaldo Cadena disse...

reverendo, mais uma vez me alimento com sua menssagem.
Deus continue abençoando vc e sua familia.

Solano Portela disse...

Caro Samuel:

Muito bom! Keep up the good work!

Solano

ALEXANDRE disse...

Estou contigo meu nobre amigo, afinal, para os cientistas descrentes, nossa fé é mesmo uma "loucura"... já dia Paulinho...

Thiago de Souza Dias disse...

Grande Rev. Samuel, sábias palavras. Que Deus continue abençoando o seu ministério.

Em Cristo
Sem. Thiago de Souza Dias