24 de jun de 2012

"Andando Pelos Sertões"

A música de Luiz Gonzaga ilustra bem a viagem que fizemos por esse país (ou pelo menos por uma parte dele). Farei esse relatório com um nó na garganta e com lágrimas nos olhos, pois podemos ver a Palavra de Deus se cumprindo aqui em duas verdades distintas: "no mundo passamos por aflições" e podemos passar por elas "com bom ânimo, pois Cristo venceu o mundo".

A realidade da seca é impressionante, e mesmo com algumas gotas já pintando na área, ainda está longe de resolver o problema físico dessa região, mas alguns Projetos como o "Papa-Capim", "Antioquia no Sertão", "Projeto Calumbi", "Fontes no Deserto", entre outros, mostram que os obstáculos servem apenas de pavimento para o caminho do Evangelho.

São irmãos abnegados que entregam suas vidas para que a Água Viva seja derramada em abundância na sequidão de corações escravizados e oprimidos. Rogério e Paula, Neto, Espedito, Sidney, Damião, Cosmo e Ninha, Edvaldo e Lu, Jorge e Aldenice, Carlos e Cícera, recebam minha homenagem e oração. Foi muito bom estar com vocês.

Eis o resumo da viagem:

Passamos em Salgueiro e fomos muito bem recebidos pelos irmãos da Igreja dali. O Pb. Espedito nos deu excelente hospedagem e mostrou maravilhosas reformas nas dependências da Igreja. Conversamos muito sobre dois eventos futuros na Igreja de Salgueiro: O Encontro da Fé Reformada e um Curso de Evangelismo oferecido pela APECOM. Vamos em frente!

Chegamos para almoçar com o Pr. Rogério e sua graciosa Paulinha que nos ofereceu um banquete inesquecível. Após o almoço, fomos conhecer o Projeto Calumbi. Trata-se de uma família de missionários do Palavra da Vida: Edvaldo e Lu que dão a sua vida para ensinar uma profissão a jovens e adolescentes nas áreas de marcenaria, agricultura, piscicultura, entre outras, além de ajuda-los com reforço escolar, pois a qualidade do ensino oferecida deixa muito a desejar.

Minha oração é que consigamos parcerias para iniciar ali um trabalho Presbiteriano, pois é uma cidade que carece de uma Igreja como a nossa.

Nessa mesma tarde fui conhecer o Papa-Capim in locu, lá em Caiçarinha da Penha. Ali também os projetos são impressionantes: pintura, corte e costura, música e outras áreas em que a cidade tem sido grandemente impactada e a seriedade com a qual Jorge e Aldenice tocam a obra é visível no povoado, pois a credibilidade da IPB ali faz com que a Igreja seja usada como centro de distribuição de alimentos para os afetados pela triste seca que assola a região.

Preguei a noite e saí para Gravatá, mas Cláudio e Josuel ajudaram os missionários em algumas distribuições de alimentos em vilarejos da redondeza e também foram muito impactados com o que viram.


Visitei Flores, com o Missionário Carlos e Cícera. Aqui Deus abriu uma grande porta dando um terreno num local privilegiado para a Construção da Igreja. Oremos para que os recursos cheguem e viabilize o mais rápido possível.

Nossa próxima cidade foi Triunfo. Como muito bom rever irmãos tão queridos e ver a obra do Senhor florescendo pela instrumentalidade do Missionário Cosmo, auxiliado por sua doce Ninha. Tanto o trabalho na sede como no Sítio Santana estão caminhando a contento; e o Jorge Costa deu os primeiros passos para a implantação do Projeto Papa-Capim também em Triunfo, que já conta com curso de corte de cabelo e continuando o Projeto de panos de prato estabelecido há alguns anos atrás.

Preguei a noite em Atos 23:11 uma mensagem que falou principalmente ao meu coração, pois ali vimos que Deus faz com que nossos planos sejam moldados aos dEle. Vimos ainda que precisamos mais coragem para continuar a viver, pois a morte para o crente é a maior bênção e, finalmente, que nos momentos mais difíceis da nossa vida, temos o Senhor ao nosso lado nos encorajando.


Temos a Água Viva

Pelo Reino e em Cristo,

Samuel Vitalino