16 de set de 2009

Uma Nova Ditadura no Brasil


Parece que estão querendo institucionalizar a famigerada censura novamente no Brasil. Não quero assustar o leitor, mas creio que o PL 122 (Lei da Homofobia) trará grandes perigos de uma nova ditadura em nosso país.


A Lei que estão tentando aprovar proíbe qualquer manifestação contrária ao homossexualismo – sob qualquer hipótese. Não se poderá mais discutir o assunto, falar sobre o assunto se não for de forma elogiosa e nem tampouco afirmar a crença de que o homossexualismo é pecado.

Ora, se esta Lei entrar em vigor, cai a Constituição. Cai o querido Artigo 5º que reza nossa liberdade de expressão, de religião, inclusive, sem distinção de sexo.

O princípio dessa lei é ilógico. Pedem liberdade de expressão (o que já têm por garantia Constitucional e pela prova das ruas nas marchas que realizam), mas querem tolher qualquer possibilidade de manifestação contrária. O mais curioso é que quem é chamado de radical nessa história toda é quem apenas quer continuar tendo o direito de se expressar!

Podemos nos expressar contra o governo, contra o Sport Clube do Recife, contra a religião, contra o que quisermos falar, mas, ninguém ouse – caso seja aprovada essa Lei – abrir a boca para dizer: homossexualismo é pecado! Ou é escolha... Aliás, os conceitos mudam tanto que hoje nem sabemos mais o que eles dizem ser, muito menos como gostam de ser chamados: se gay, homossexual, pois dependendo de quem chama já se pode causar processo, ódio ou rancor.

Creio que a diversidade defendida não é diversidade, pois se fosse, não tentariam colocar uma mordaça na boca de quem pensa contrário.

Veja as grandes contradições:

Somos acusados de radicalismo; mas são eles que não nos querem permitir falar.

Também nos chamam de intolerantes; mas na verdade toleramos muito em nome da defesa dos direitos e liberdades garantidos; mas somos intoleráveis quando manifestamos nossa opinião.

Somos chamados de maioria, quando, na verdade, o pensamento que ora expresso é cada vez mais digno de quem merece alguns privilégios dignos de minoria – guarde esse artigo por cinco anos e você, leitor, entenderá o que estou dizendo.

A época da amarga ditadura já passou, mas agora que ganhamos a liberdade de escolher, de ser, de agir, de pensar, de falar e de crer, estamos lutando para que não se estabeleça um novo golpe no Brasil. Não militar, mas homossexual.

Enquanto ainda posso fazê-lo livremente – depois terei que fazer correndo os riscos da espúria lei – prego aos homossexuais, com todo amor, que eles escolheram um caminho que desagrada a Deus (Rm. 1:18-32); que eles podem sair desse caminho caso se rendam a Cristo (I Cor. 6:9-12) e que a Igreja Cristã abre as suas portas para tratar aqueles que - enganados pelo Maligno, pelo curso dos nossos dias ou pela vontade do próprio coração - estão entrando nessa ditadura, declarando: E Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará.

2 comentários:

Diego disse...

Lindo texto... colokei até no TWITTER ok?

grande abraço pastor,,, saudades!

Clodoaldo Brunet disse...

Estou repassando este artigo aos pastores da cidade de cajazeiras em forma de boletim informativo.
clodoaldo