18 de abr de 2009

Reverência no Culto


Habacuque 2:20 – O Senhor está no seu Santo Templo; cale-se diante dele toda terra.


Não podemos esquecer que o conceito de templo do Velho Testamento é diferente do nosso, mas também não devemos olvidar que o Imutável Deus é o mesmo ontem, hoje e eternamente pois nele não pode haver variação ou sombra de mudança.


Com essas colocações, o que o texto de Habacuque nos ensina?


1. Se no VT o povo se reunia no templo para cultuar a Deus e era requerido um silêncio reverente por causa da presença solene de Deus, no NT essa mesma reverência é requerida quando a Igreja está reunida para cultuá-lo.
Quando há distração no culto e a Igreja perde a concentração nele e coloca em outra direção, esquece-se que estamos diante da presença todo-poderosa do Deus Santo e Tremendo (Reverendo).


2. Distração no culto nos torna culpados por quebra da Lei de Deus. Notadamente o mandamento que se quebra quando os nossos pensamentos divagam na hora do culto é o 3º, pois quando estamos cultuando, dialogamos com Deus. Ele nos fala pela pregação (especialmente), leitura e sacramentos; e nós respondemos nos cânticos e oração.
Quando distraímos, o nome de Deus está sendo falado, orado, cantado, lido e pregado em vão e não podemos esquecer a dura advertência: O Senhor não terá por inocente aquele que toma o seu Santo Nome em vão.

3. Mas esse ato não quebra apenas o 3º Mandamento, senão vejamos:

a. Quando dispersamos no culto, qual o motivo de nossa dispersão? O que quer que seja se colocou no lugar de Deus naquele momento, pois foi digno de que a nossa atenção se desvie de Deus para o que for. Então quebramos o 1º Mandamento que diz: Não terás outros deuses diante de mim.

b. Quebramos o 2º Mandamento, pois podemos ver na mente (ou de fato – quando algo acontece ali) a razão pela qual os nossos pensamentos divagam, então ao ser pegos pensando em outra coisa na hora do culto que não em Deus, caímos no pecado da idolatria.

c. Sem dúvidas profanamos o Dia do Senhor. No 4º Mandamento somos lembrados de santificar esse Dia e nos livrar de nossos próprios pensamentos e afazeres para podermos torná-lo santo ao Senhor. Quando usamos alguns segundos do culto a Deus para dar atenção a outra coisa que não o próprio Deus, o Dia do Senhor não foi observado de forma correta.
· Os quatro primeiros mandamentos são mais claros, mas creio que quebramos mandamentos da Segunda tábua também. Como?

d. Há determinações bíblicas para que o culto seja reverentes – inclusive essa de Habacuque e os líderes da Igreja são responsáveis por essa reverência. Quando ela é quebrada, essa autoridade também o é e o 5º Mandamento é quebrado pois desobedecemos.

e. Especialmente na Pregação, as palavras que estão sendo pregada são Espírito e são Vida. As palavras pregadas são vitais para a sua alma e para o seu estado eterno. Se distrair e pensar em outros assuntos é atentar contra a própria vida; e agir para que outros se distraiam também é uma atitude igualmente assina e nos tornamos quebradores do 6º Mandamento.

f. Oséias e muitos outros textos nos mostram como o relacionamento de Deus com o seu povo é tido como conjugal. Ao nos tornar idólatras, conseqüentemente, traímos o nosso cônjuge, pois adulteramos (7º Mandamento) contra Deus com outros ídolos do coração: qualquer coisa que possa desviar a sua atenção no momento de amor entre Deus e seu povo que, nessa vida, acontece no culto.

g. O culto pertence a Deus e profaná-lo é tirar de Deus o que não é nosso. Esse é o conceito básico de furto, por isso, distrair-se no culto nos torna roubadores, quebrando assim o 8º Mandamento.

h. A Bíblia diz que Deus é verdadeiro e mentiroso todo homem; diz que a Palavra de Deus é a Palavra da verdade e se desviar, ainda que por segundos pequenos de dar ouvidos à verdade, abre margem para o Falso Testemunho. Está infringido então o 9º Mandamento quando divagamos no culto – quando a verdade está sendo exposta.

i. Finalmente, ao perder a prioridade de Deus no culto, elegemos prioridades pessoais divergentes de Deus. Quando fazemos isso é o nosso desejo que se coloca acima dos propósitos de Deus e o nome disso é cobiça, nos fazendo assim quebrar o 10º Mandamento.
Como vimos, todos os mandamentos são quebrados quando perdemos a reverência no culto, por ser ele coisa séria diante de Deus. Sem jamais perder a alegria da presença do Senhor, devemos nos policiar para ser alegremente reverentes.

Se o Deus Tremendo requer essa reverência para si quando cultuamos a Ele, qual deve ser a nossa resposta? Habacuque já nos ensinou: O Senhor está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra.

Que o Senhor nos ensine a amar e respeitar o seu culto, a chegar cedo, tomar água e fazer tudo o que for necessário antes do culto, para que naquele momento sublime, possamos nos deleitar na presença de Deus, nosso Pai e Amigo, nosso Rei e Senhor!

A Ele a Glória,

Pr. Samuel Vitalino

7 comentários:

Simonton disse...

Caro Rev Samuel,

Muito oportuno esta mensagem pois hoje em dia quase totalidade das isgras praticam um culto antropocêntrico, ou seja, um culto voltado a atender as necessidades e desejos humanos. Um culto hoje precisa ter calafrios (emoções), boa música (muitas vezes sem doutrina), diversão (anedotas e relatos de situações cômicas), pouca ou nenhuma advertência contra o pecado, nenhuma chamada ao arrependimento.
Precisamos remar contra uma maré forte, mas Jesus é o Senhor da igreja, e é fogo consumidor (Hb 12.29), e a tudo está vendo. Sirvamos pois a Ele com TEMOR e TREMOR como nos é ordenado.
Parabéns pelo excelente texto.

Pb Simonton

folton nogueira disse...

Muito bom Samuel. Posso usá-lo?
ab
Fôlton

Samuel disse...

Folton,

Eu uso seus textos aqui sem pedir permissão :)

Grande abraço,

ALEXANDRE disse...

Embora eu não tire literalmente minhas "sandálias", meu coração adentra às portas do santuário com a consciência de que está na presença do Todo Poderoso... parabéns pelo texto meu nobre amigo.

Anônimo disse...

Rev. Samuel,
Muito bom o texto!

Deus é fogo consumidor e perante Ele devemos ter postura, reverência, temor e santo tremor.
Mas infelizmente o que ocorre em nossas igrejas, tem sido o contrario. Como o Simonton relatou acima: "hoje em dia quase totalidade das igrejas praticam um culto antropocêntrico, ou seja, um culto voltado a atender as necessidades e desejos humano".

Em Isaías, Deus recrimina os judeus dizendo que eles sacrificavam porque gostavam de fazê-lo, não porque quisessem lhe agradar a pessoas ou a satisfazer nossos desejos pecaminosos de apresentar uma “aeróbica cultual” ou um “show-culto”. Deus julgará nossa oferta, devemos buscar o prazer de Deus, sua santa satisfação.
Parabéns pelo precioso texto! Que Deus o abençoe ricamente
Ab,

Carla disse...

Fico feliz em saber que você acredita na Bíblia como um todo! Amém por Deus ter-lhe dado esta compreensão! De fato, o 4º Mandamente(Êxodo 20:8-11 "Lembra-te do dia do Sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra mas o sétimo dia é o Sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso o Senhor abençoou o dia do Sábado, e o santificou".) ainda vigora, TANTO QUANTO OS OUTROS 9 MANDAMENTOS DIVINOS (Decálogo = 10 palavras ou 10 Mandamentos) pois "nEle (Deus) não há mudança nem sombra de variação" (Tiago 1:17) e, nem tam pouco em Seu Filho: "Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje, e eternamente" (Hebreus 13:8). Com certeza, o Espírito Santo também não muda. Que Deus, por meio do Espírito Santo, ilumine sua mente para que compreendas perfeitamente toda a Escritura Sagrada (nome que era dado ao Antigo Testamento). Amém! Abraços.

saymon disse...

São poucos hoje que usam a lei de Deus (decálogo)como se deve, é uma satisfação ler o texto que escreveste, espero que em sua vida, cumpra o verso de tiago 2:10 que se trata tambem do decalogo, que temos que observar todos nao só alguns.
abraços