4 de jan de 2009

FELIZ 2009 - Boletim (4.1.09)

Queridas Ovelhas,
Vivemos o ano de 2008 que para mim foi muito especial por que foi o primeiro ano completo que passei como Pastor dessa Igreja.
Vocês são presentes de Deus na vida de um Pastor jovem como eu. Com vocês eu tenho aprendido tanto. Muito mesmo! Cheguei aqui com pouca experiência pastoral, mas o dia-a-dia com os irmãos têm me ensinado tantas lições!
Agora, está aí um novo ano e o mundo pede para olharmos para o futuro e tentar achar nele alguma esperança. A mídia nos incentiva a observar homens poderosos – prefeitos, presidentes, Obama? O futuro está nas mãos deles e é neles que devemos ‘apostar as nossas fichas’.
Entretanto, gostaria de propor algo diferente. Como nos ensina a Escritura, quero chamar você a embarcar na contracultura de um mundo que está posto no maligno e dizer que não é para o futuro que você precisa olhar.
O futuro, para o mundo, não passa de “uma astronave que tentamos pilotar; não tem tempo, nem piedade, nem tem hora de chegar. Sem pedir licença muda a nossa vida e depois convida a rir ou chorar... Nessa estrada não nos cabe conhecer ou ver o que virá. O fim dela ninguém sabe bem ao certo onde vai dar. Vamos todos (diz o poeta) numa linda passarela de uma aquarela que um dia enfim: descolorirá”.
Quanta desilusão. Toda a expectativa do futuro para esse mundo é transformá-lo numa linda passarela, pois um dia, já que nada se sabe ao certo, perderá a sua cor e o seu brilho.
Não! Não é essa a idéia de futuro do crente. Se você tem vivido com o fim nessa vida, ainda não percebeu que é o mais infeliz de todos os homens (I Cor. 15:19).
Assim é como o crente olha para o futuro: com a certeza das coisas que se esperam e convicção de fatos que não se vêem (Hebreus 11:1), sabendo em quem temos crido e estando certos de que ele é poderoso para guardar nosso tesouro até aquele dia (II Tim. 1:12), sabendo que os sofrimentos do presente não se comparam com a glória a ser revelada em nós (Romanos 8:18).
Se nosso futuro é certo assim, nosso presente é muito mais tranqüilo que o de qualquer outra pessoa desse mundo amedrontado pela falta de esperança. Então, para onde olhar?
Olhe para o passado. Traga a memória o que te pode dar esperança (Lamentações 3:21), lembre-se das misericórdias, fidelidade, bondade, justiça e soberania de Deus (Lm. 3:22 em diante) e como todos os atributos de Deus ganham as máxima expressão na cruz do Redentor.
Olhe para a cruz e lembre que ali você pode contemplar seus pecados sendo castigados em Jesus, por isso, diz o hino, agora você pode se alegrar em sua luz. Olhe para o pão e o vinho da Ceia do Senhor e contemple o corpo de Cristo que foi partido pelos crentes e o sangue precioso derramado em nosso favor (I Coríntios 11:24,25).
Olhe para o Calvário e assim, sem falsa retórica, ovelhas queridíssimas, tenhamos um FELIZ 2009.
Pelo Reino,
Pr. Samuel Vitalino

Um comentário:

Ashbel disse...

Caro Rev Samuel,
De fato se olharmos para as notícias que chegam das autoridades políticas e judiciárias nossa desesperança será completa. Mas quando olhamos para Aquele que tem em suas mãos soberanas o controle de todas a coisas, veremos quanto livramento e quantas bênçãos Ele já nos proporcionou, e então não temos como não ficar cheios de esperança nAquele que faz todas as coisas conforme o conselho da Sua vontade.

Parabéns pelo seu primeiro ano completo à frente desta igreja com vocação missionária. Certamente as ricas bênçãos do Senhor continuará sobre vocês!

Abçs
Pb Simonton