19 de nov de 2010

Homofobia e Mackenzie (e uma palavra aos homossexuais)

Prezados irmãos e leitores,

Primeiramenre, gostaria de me solidarizar com o Pr. Augustus Nicodemus e dividir com ele cada palavra de insulto por causa do manifesto publicado pela Chancelaria do Mackenzie.

Como Pastor Presbiteriano fico feliz em ver que o Chanceler da Universidade está cumprindo o seu papel, pois ele ali representa o posicionamento da Igreja sobre o PL 122 que restringe a liberdade de expressão e o direito consagrado na Constituição do Brasil de liberdade religiosa.

Aqui dois artigos que já escrevi sobre o assunto:

http://pregaapalavra.blogspot.com/2008/06/onde-esto-os-meus-direitos.html e
http://pregaapalavra.blogspot.com/2008/06/doena-perversa-e-o-homossexualismo.html

Aqui o posicionamento da IPB:

http://www.ipb.org.br/portal/noticias/504-manifesto-presbiteriano-sobre-aborto-e-homofobia

Aqui o que outros amigos também falaram:

Alfredo Ferreira: http://alfredo-de-souza.blogspot.com/2010/11/universidade-mackenzie-em-defesa-da.html
Ageu: http://resistenciaprotestante.blogspot.com/2010/11/quando-tolerancia-e-intolerante.html
Alan Renne: http://cristaoreformado.blogspot.com/2010/11/os-homossexuais-o-cristianismo-e-o.html 
Jean Freitas: http://observatorioconservador.blogspot.com/2010/11/universidade-mackenzie-em-defesa-da.html 
Folton: http://folton.blogspot.com/2010/11/carta-pastoral-igreja-presbiteriana-da.html
Jônatas Abdias: http://pensamentocativo.blogspot.com/2010/11/universidade-mackenzie-em-defesa-da.html
Laércio: http://cristianismorelevte.blogspot.com/2010/11/mackenzie-ipb-e-homofobia.html


Entretanto, quero me dirigir também aos homossexuais que podem ler essas palavras e se chatearem com isso:

Não gostaria que fosse assim. Escrevo, mesmo que vocês pensem que não, com amor e carinho. Os amo ao ponto de dizer que nossa Igreja abre as portas para que vocês conheçam a Cristo que foi enviado pelo Pai para morrer por pecadores como todos nós.

Nenhum heterosexual é menos pecador que os homossexuais, mas isso não torna o homossexualismo menos pecado, pois a Bíblia (Palavra autoritativa de Deus, o Criador, sustentador e redentor) diz que é pecado e que os que praticam o homossexualismo precisam se arrepender e mudar.

Aqui está a boa, excelente e maravilhosa nova do evangelho. Assim como em João 8 Jesus perdoou a mulher flagrada em adultério, Cristo e a Igreja Presbiteriana oferece portas abertas e amor para os praticam o homossexualismo.

Aqui na nossa Igreja e debaixo dos nossos púlpitos e cuidado, cada um de vocês ouvirá o evangelho salvador, resgatador e transformador da graça de Deus e serão desafiados para, em Cristo, abandonar a prática homossexual. Nós ofereceremos ajuda na luta que certamente virá contra todas as tentações que se seguirão.

Resistiremos juntos até o sangue se for necessário (Hb. 12:4), lutaremos juntos com você, para que assim como Jesus disse àquela mulher adúltera no final da história, você também possa ouvir essas duas palavras que se completam:

1. Eu tampouco te condeno (que grande bênção ouvir isso do próprio Salvador)... e logo depois o desafio:

2. Agora vai e não peques mais.

Recebam meu convite para conhecer esse amor verdadeiro, longe do preconceito e de qualquer fobia, mas perto da verdade e do amor.

Pelo Reino,

Samuel Vitalino

8 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com tudo isto.

No Antigo Testamento, aquele que praticava essas coisas eram expulsos da congregação de Israel e executados.
O Novo Testamento, nos mostra que aqueles que praticam, não entrarão no Reino de Deus .Ver:
1º Coríntios 6.9-10

intmattos disse...

Penso que foi excelente a IPB se posicionar quanto ao aborto e à homofobia. Mas também penso, pastor, que infelizmente as igrejas ainda não estão preparadas para receber homossexuais nos cultos, é preciso massificar esta idéia que a prática do homossexualismo é pecado, como o aborto, a glutonaria, intrigas entre irmãos...pois, quando falamos sobre homossexualismo, ainda trazemos à mente que isto é "mais" pecado do que tantas outras práticas que estão, infelizmente, entranhadas no nosso dia a dia e muitas vezes nem as percebemos...Que o nosso Deus nos ajude a amar o próximo, independentemente de qualquer outra questão.
Grande Abraço!

Charles Melo disse...

Samuel,

Bela palavra. Pastoral e cheia de amor. Que Deus toque nos corações em rebelião ao lerem isso.

Abraço!

Lucas gomes disse...

O problema é: até nós cristãos somos preconceituosos! Infelizmente essa é uma triste realidade.
Consideramos o homossexualismo o pior, mais terrível de todos os pecados (os sodomitas).
A gente esquece q Sodoma e Gomorra não fora destruídas só pelo homossexualismo, mas pela mentira, adultérios, invejas, homicídios e etc.
Temos q conscientizar a Igreja, como colocado com propriedade pelo dileto Pr., que o homossexualimo é tão pecado quanto o adultério, a mentira, a fofoca, a avareza e em nada quempratica é pior que os outros pecadores!
Que Deus nos ajude a amar os homossexuais!
Lanço um desafio: vamos fazer um projeto de alcance aos homossexuais? o q axam?

Glalter G. J. Rocha disse...

Parabéns pelo texto. Que Deus use essas palavras para alcançar todos os que se encontram alienados da graça maravilhosa que se revela explicitamente em Cristo Jesus.

pastorglalter.wordpress.com

Azae Araújo disse...

Muca,

Deus te abençoe, amigo. Teu coração transborda de boas palavras.

Saudade de ti.


Aza & Dri.

Anônimo disse...

Pastor, gostaria que criasse um texto para um folheto que irei distribuir no carnaval e assim alcançar os gays e as lésbicas para jesus, amém.
Abraços
Mouzinho
86 99812082

Maicon Custódio disse...

Excelente blog, excelente texto!
Que bênção ver os presbiterianos tão fortes e lúcidos!

Espero que possamos divulgar os blogs um do outro.

Sou seminarista em BH e meu blog é:

http://cristianismo-pensante.blogspot.com/

Confira e me dê um feedback, Deus o abençoe!